Professor, uma profissão em extinção?

Professor, uma profissão em extinção?

Tempos atrás, lendo uma matéria de um jornal de grande circulação nacional, deparei-me com a seguinte matéria: Em risco de extinção. Falta de interesse dos profissionais em dar aulas nas escolas aponta um cenário crítico para a docência nos próximos dez anos.”

Por quê? 

Remuneração mais digna, maior estímulo à capacitação, trabalho com os alunos para respeitar o professor, etc. O que pode ser feito para reverter esta situação?

Movida por um grande ideal, escolhi a profissão de professora. Profissão que já foi muito valorizada e que, ao longo dos anos, foi perdendo seu valor.

Qual o significado do professor na vida da criança e do jovem?

Muitas vezes, o aluno se espelha em seu professor. Identifica-se com ele, imita-o. Quantos de nós, quando crianças, não atuamos igual a algum de nossos professores?

O professor tem o poder de encantar seus alunos, de fazê-los ter gosto pela busca do saber. Quanta responsabilidade! Ele precisa ter aquele olhar mágico que percebe na fisionomia daquele que chega se está precisando de um abraço, um carinho, uma palavra de estímulo e compreensão. Precisa estar atento para valorizar os esforços e conquistas de seus alunos. Precisa ter sensibilidade para infundir entusiasmo neles, amor pela vida e vontade de saber. Precisa atender a cada um deles de forma diferenciada, porque cada ser humano é um.

É uma honra ser professor! Um privilégio! É uma profissão que nos permite eternizar-nos na vida dos outros.

Não somos perfeitos, mas devemos, como professores, ter uma grande vontade de aprender, de ser cada dia um pouco melhor, de gostar cada dia mais da nossa profissão. “Tudo que é feito com amor perdura”, disse certa vez um muito grande professor!

Como professora, honro minha profissão quando realizo o meu trabalho com responsabilidade, competência e amor. Honro quando sou capaz de exercitar o meu pensar possibilitando que meus alunos também o façam.

A valorização de nossa profissão depende de nós. Depende da forma como a encaramos, depende do valor que somos capazes de dar a ela.

Enquanto escrevo, vem à minha mente a minha professora de 3ª série, Vera. Linda! Linda sobre tudo ao ser delicada, sensível, inteligente... Sabia perceber minhas necessidades; soube acolher-me e mostrar-me que a Escola era muito boa, que era bom demais aprender! Sua lembrança jamais se apagará da minha recordação!

Precisamos fortalecer a nossa profissão sendo bons, competentes, fortes, unidos na realização de um grande ideal. Ideal de construir sobre vidas humanas. Que profissão transcendente!

Oxalá nos próximos 10 anos possamos dizer com maiúsculas: SOMOS PROFESSORES! HONRAMOS A NOSSA PROFISSÃO! ENFRENTAMOS OS DESAFIOS, SOBREVIVEMOS E FOMOS CAPAZES DE TRANSMITIR, À MENTE E AO CORAÇÃO DE JOVENS IDEALISTAS, QUE VALE A PENA SER PROFESSOR.

Parabéns, professores do Brasil! Parabéns pela valentia de escolherem o magistério!

 

Por Mayra de Castro Miranda Araújo

Diretora Pedagógica do Colégio Logosófico

Próximo artigo O “tempo do parquinho”

Deixe um comentário

Comentários devem ser aprovados antes de aparecer

* Os campos obrigatórios