Ser avó: uma oportunidade de renovar

Ser avó: uma oportunidade de renovar

Sou avó de cinco meninas. Lindas e muito queridas!

Preparando-me para a chegada de cada uma delas, fiz um exercício de rejuvenescimento. Estou aprendendo a realizar sempre esses exercícios que mantêm o vigor da juventude. Preparei-me, com muita alegria, para viver cada experiência. Sabia da importância do meu “papel de vovó” na vida de meus filhos, de meus genros, de minha nora e de minhas netinhas. Pensei muito em minha missão como mãe; e pude viver e recordar uma parte importante da minha vida. Experimentei gratidão a Deus por ter tantos momentos felizes para recordar!

Preparei para os futuros papais e mamães, nas vésperas de chegar a primeira filhinha, um presente muito especial: recordações do início da vida deles, quando nasceram, e dos primeiros anos da infância. Contei a eles, em uma longa carta, uma história que já conheciam, mas que naquele momento e da forma como preparei teria outro sabor. Escrevi uma cartinha para cada netinha que estava chegando, contando como tudo foi preparado para a chegada delas. Com muito cuidado, amor e afeto! E que, com o mesmo cuidado e afeto foi preparada, também, a chegada do papai e da mamãe. Neste pacote, havia muitas lembranças da infância dos meus filhos, que ainda está tão próxima. Enquanto contava essa linda história, recordei-me da minha infância, de fatos importantes vividos com meus pais e irmãos e avós, que também estão presentes nesses momentos. Contei com detalhes toda emoção e alegria que eu, meu esposo e toda a família vivemos quando eles nasceram!

Passei dias juntando tudo o que eu julgava importante para esse rico pacote: fotos, anotações, bilhetinhos, trabalhinhos de escola, anotações que fiz dos primeiros anos de vida deles, e até roupinhas de quando eles eram bebês.

Enquanto preparava esse presente tão especial contendo tanta vida, experimentava com intensidade as mesmas emoções daqueles dias, com mais maturidade, é lógico! Maturidade e consciência da importância do trabalho que realizei como mãe, o que enriquecia cada uma dessas emoções. Eu sabia o que esse presente iria significar para os futuros papais e mamães: uma consciência maior do que estavam vivendo e da missão que teriam como papai e mamãe. O resultado... vocês podem imaginar!

Senti que estava me preparando para ser avó, enquanto enriquecia também esse momento da vida de meus filhos, mantendo vivo, muito vivo, dentro de mim, parte de minha juventude.

Ser avós é ter oportunidade de renovar, ampliar e superar na vida a condição de ser pai e mãe.

Enquanto colaboramos com nossos filhos e netos, deparamo-nos com a realidade que nos mostra que aprendemos muito durante a vida, e que não somos mais os mesmos de quando nossos filhos nasceram e viveram os primeiros anos da infância. Por isso, é um exercício de aperfeiçoamento e troca. Podemos ensinar muito e, também, aprender com nossos filhos, que, como nós, aperfeiçoaram o que aprenderam e muitas vezes nos surpreendem com o que são capazes.

Isso é divino, é viver, é aprender, é ensinar, é ser filho, pai, mãe, é ser avô e avó!

Que maravilha é encontrar dentro de nós todas essas riquezas acumuladas durante nossas vidas, quando observamos o que está acontecendo dentro de nós, em nossas mentes e em nossos corações.

Estamos conhecendo o amor de Deus, enquanto vivemos a rica experiência de avós; e o surpreendente é que na medida em que vivemos bem essa experiência, ressalta em nossas mentes e em nossos corações a compreensão maior da especial missão de ser pai e mãe.

Ouvi de um ser muito especial que netos são a sobremesa da vida. Gostei dessa imagem, e o meu anelo é que tenhamos tempo, paciência, muita compreensão e amor para que possamos desfrutar e saborear com felicidade e juventude essa deliciosa e doce sobremesa que a vida nos deu!

*Quer se inspirar no exemplo de um avô muito especial? Conheça o próximo lançamento da Editora Lire: “O Avô Nous e o Porão Misterioso”. Fique ligado nas redes sociais! Tem frete grátis para a compra antecipada!

 

Por Cirene Borges Barra

Artigo anterior Curiosidades sobre o livro O avô Nous e o Porão Misterioso, contadas pelas autoras na live do dia 6 de março
Próximo artigo O Sublime encanto da imaginação

Deixe um comentário

Comentários devem ser aprovados antes de aparecer

* Os campos obrigatórios